segunda-feira, 17 de março de 2014

CRUZ DA ORDEM DE MALTA NOS BRASÕES AUTÁRQUICOS PORTUGUESES

"CRUZ DA ORDEM DE MALTA NOS BRASÕES AUTÁRQUICOS PORTUGUESES", é um trabalho sobre aspectos heráldicos e históricos de cerca de 80 autarquias portuguesas que ostentam a cruz da ordem de malta como simbolo nos respectivos brasões de armas, na maior parte dos casos em chefe, ou seja, com destaque e relevância entre o conjunto dos simbolos heráldicos que compõem os respectivos brasões. Facto que, de per si, diz bem da memória e importância histórica da presença da Ordem de Malta na maior parte dessas freguesias  e municípios.
Para além da descrição de cada um dos brasões, contempla ainda um pequeno apontamento de enquadramento histórico-administrativo, geográfico e toponímico de cada uma dessas autarquias, bem como nota mais desenvolvida sobre os aspectos mais relevantes da presença da Ordem dos Hospitalários, na maior parte dos casos, contemplando a circunstância e contexto da doação ou aquisição das primeiras possessões até à extinção da respectiva comenda. Contempla ainda idêntico estudo sobre mais cerca de 60 autarquias que, embora integrem hoje terras que outrora foram igualmente detidas pela Ordem, não ostentam a cruz de malta no respectivo brasão.
Deu-se este trabalho por concluído, simbólicamente, no passado mês de Fevereiro, no Mosteiro de Santa Maria da Flor da Rosa, no Crato, onde se deu igualmente por terminado o nosso périplo iniciado em 2004 no Mosteiro de Santa Maria de Leça do Balio, pelas terras que outrora foram povoadas, defendidas e administradas pela Ordem de São João de Jerusalém, de Rodes e de Malta, de cujas tradições hospitalárias, assistenciais e culturais, é hoje herdeira, entre nós, a Assembleia dos Cavaleiros Portugueses da Ordem Soberana e Militar de Malta.

Sem comentários: