quarta-feira, 26 de setembro de 2007

Aboím da Nóbrega - Antiga pertença da Comenda de Távora


Foi sede do antigo concelho de Aboim da Nóbrega, extinto por decreto de 31 de Dezembro de 1853, passando a fazer parte do concelho de Pico de Regalados, extinto igualmente por decreto de 24 de Outubro de 1855, sendo incorporado no actual concelho e comarca de Vila Verde.Anteriormente foi ainda sede mãe das Terras da Nóbrega. Aboim da Nóbrega ou Terras da Nóbrega era, na sua forma histórica primitiva, uma vila romana (Vila da Nóbrega). Designava-se por Terra da Nóbrega, nos séculos XII e XIII, a região que se estende ao sul do Lima, desde Ponte da Barca à fronteira, e entre aquele rio e a linha divisória de águas com o Homem (actuais freguesias do concelho de Ponte da Barca e ainda algumas do concelho de Vila Verde).
A freguesia de N.ª S.ª da Assunção de Aboim da Nóbrega pertencenceu à comenda de Távora da Ordem de Malta, dos Marqueses de Távora, cabido do Couto de Aboim da Nóbrega, da mesma ordem na antiga comenda de Viana, e depois passou à Coroa, a que D. Manuel deu foral em Lisboa a 24 de Outubro de 1513.
Foi senhor deste couto D. João de Aboim (mordomo-mor de D. Afonso III e conselheiro de D. Diniz) filho de D. Pedro Ouriguez da Nóbrega e neto de D. Ourigo Ouriguez, O Velho da Nóbrega que (re)construiu o poderoso Castelo da Nóbrega e expulsou os Mouros das Terras da Nóbrega. Tronco destas duas famílias da Nóbrega e Aboim, descenderam ilustres nobres unidos por casamento com os melhores de Portugal e Espanha. D. João de Aboim foi muito rico em bens, tanto em Portugal como em Espanha. E foi tão amigo da Ordem de Malta que lhe sujeitou ao mosteiro de Marmelar (onde está enterrado) as igrejas de sua vila de Portel.
Dele há ilustre descendência, como são por exemplo os senhores da Barca. O apelido Aboim inclui-se nos Sousas, por casamento de D. Maria Pires, filha de D. Pedro Anes e neta de D. João de Aboim, com o infante Afonso Dinis, filho do rei D. Afonso III.
Alguns têm ainda o apelido de Aboim, mas não o solar que se julga ter sido vendido pelos herdeiros, no tempo do rei D. Afonso V, a Fernão Martins - familiar do Arcebispo de Braga - que pôde usar as honras desta quinta e casa, em 1449, por feitos na guerra.
No lugar de Casaleixo (Casal do Eixo) nasceu o célebre fidalgo João Soares Vives que foi capitão-mor das naus da Índia e que desgostoso com alguns fidalgos portugueses partiu para Castela onde mais tarde Filipe IV lhe concedeu o título de Conde da Nóbrega. A igreja de Aboim possui uma capela anexa voltada para o interior da igreja mandada construir por este fidalgo, onde na parte nascente se pode ver uma inscrição que lhe faz menção.

1 comentário:

Vieira disse...

Parabéns pela qualidade e os assuntos tratados neste blog. Em especial, o meu agradecimento no que se refere à minha terra natal, Aboim da Nóbrega.
Quanto mais viajo pela Internet mais necessidade sinto em aprender mais, e nisto o vosso blog ajudou muito, obrigado.

Félix Vieira
xilefe@gmail.com
http://aboimdanobrega.blogspot.com/
http://formiguinhademarco.blogspot.com/
http://br.youtube.com/taveiras